ajax loader

Sempre que um Detetive Particular aceita uma investigação, deve ter em mente a forma como vai conduzi-la. Em função disso, é importante apresentar ao cliente as formas de locomoção que serão utilizadas, como carro, moto, ônibus, etc.

Ao utilizar seu próprio veículo em investigações, você, Detetive Particular, deve lembrar que ele deve ser o mais “comum” possível, ou seja, ele não deve se destacar dentre os demais, isso porque você não deve chamar atenção quando estiver seguindo o sindicado ou realizando uma campana dentro do veículo.

Para entender melhor essa recomendação, vamos analisar as imagens a seguir.

det-0002det-0003

Na primeira imagem, você vê um carro da forma como saiu da fábrica, ou seja, totalmente original. Já na segunda, você vê o mesmo carro, mas com alterações em sua cor, rodas, para-choque; etc.

Obviamente, o automóvel da segunda imagem, por ser modificado, chama mais atenção.

Várias são as variantes que devem ser analisadas quando da utilização de um veículo para seguir um sindicado ou efetuar uma campana, isso porque os critérios podem variar em cada região. São necessárias algumas considerações, inclusive, sobre a cor do veículo, isso porque, nos dias atuais, a busca por veículos na cor branca tem crescido consideravelmente, o que indica que esta pode ser uma boa opção de cor. Além disso, é grande o número de carros na cor prata. Para verificar qual cor de carro se mostra mais discreta, é necessário que você observe os veículos em sua cidade ou região. Evite cores diferentes, como azul metálico, verde metálico, laranja, amarelo, etc.

Por fim, sugerimos que você não personalize seu carro e tenha cuidado com a película aplicada, com alterações nas rodas, com a colocação de adesivos, etc.

Deixe uma resposta